Logo da República do Brasil - Justiça Federal da 5ª Região
Link do Tribunal Regional Federal da 5ª Região

Conciliação CORE CE

A Central de Conciliação da Justiça Federal no Ceará (JFCE) realizou, no período de 18 a 22/11, mutirão de conciliação de processos de execução fiscal, referentes aos débitos de anuidades mensais dos profissionais credenciados junto ao Conselho Regional dos Representantes Comerciais no Estado do Ceará (CORE-CE).

A iniciativa possibilitou a negociação das dívidas por meio de parcelamentos e descontos de até 90% nos juros e nas multas dos débitos até o ano de 2018. Ao todo, foram negociados R$ 66.045,85.

“Essa foi a primeira participação do CORE-CE no mutirão de conciliação e acreditamos que haverá um aumento significativo nos números de acordos consensuais nos próximos anos. Praticamente todos os profissionais que participaram firmaram acordos judiciais ou extrajudiciais, com a oportunidade de realizar parcelamentos com aplicação de descontos em juros e multas”, comemorou Carine Furtado, Procuradora do CORE-CE.

Na ocasião, também foram realizadas conciliações envolvendo processos ajuizados contra a Caixa Econômica Federal (CEF), totalizando R$ 244.306,00 em valores negociados. As audiências foram realizadas por meio de videoconferência com a Subseção Limoeiro do Norte. “O mutirão por videoconferência foi inovador e deu certo graças à parceria com a Central de Conciliações. De forma remota, conseguimos conciliar mais de 60 processos, pacificando de maneira rápida e simples vários conflitos que em sua grande maioria surgiram nas agências da CEF”, ressaltou o advogado Luiz Arthur Marques, Coordenador Jurídico da CEF.

Os resultados também foram comemorados por Adriana Monteiro, técnica de apoio à gestão de audiência da Central de Conciliação, para quem “as audiências realizadas por videoconferência já são uma realidade na JFCE, no entanto tem ganhado força nos últimos anos, pois vêm associadas a diversos benefícios para os envolvidos, dentre eles a redução dos custos e a celeridade processual”.

Top